"Pense num absurdo, na Bahia tem precedente!". Desta vez, o caso aconteceu na cidade de Piatã, na Chapada Diamantina, no dia 6, último sábado: o advogado Jose Rosa Matos foi assaltado pelo próprio cliente. Segundo Rocha, ele ajudou a liberar o suspeito da prisão, mas teve o carro roubado quando se deslocava com o homem para pegar o dinheiro do pagamento. O suspeito foi preso na segunda-feira (8). "Ele foi preso esse ano por vender carteira de habilitação falsa e eu consegui, há seis meses, que o juiz soltasse ele para responder em liberdade. Quando foi no sábado, ele me ligou e disse que tinha um dinheiro para receber de um fazendeiro e perguntou se eu podia pegar com ele. Eu também tinha um dinheiro para receber dele, por causa dos meus honorários, e fui. Quando nós pegamos a rodovia, ele mandou eu ir por uma estrada de chão, mas depois desistiu. Quando passamos de Piatã, uns dez quilômetros depois, ele mandou parar o carro. Quando parei, ele arrancou a chave do carro e pegou. Depois ele me ameaçou e, com uma chave de fenda, começou a gritar 'perdeu, perdeu'. Disse que ia me sangrar e que tinham mais dois homens esperando no mato. Nisso eu saí correndo e ele foi embora com meu carro", disse o advogado ao portal G1 Bahia. De acordo com o delegado Marcelo Matos Aguiar, que responde ao município de Piatã, o suspeito foi preso dois dias depois, no município de Wenceslau Guimarães, a 290 quilômetros de Salvador. Ele deverá ser transferido e responder por roubo. Fonte: metro1.com.br Imagem: Reprodução/G1 Bahia